0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Você já ouviu falar em buyer persona? E brand persona? Acha que são a mesma coisa?

Na verdade, são conceitos bem diferentes que devem sempre se completar. Eles ajudam a construir um bom planejamento de marca porque apontam os rumos a serem tomados em diversos tipos de decisão.

Ao trabalhar com uma estratégia de marketing em qualquer área, você precisa ter muito bem definidos quem são o público que você deve atingir e como a sua marca se posiciona. Esse é o papel da buyer persona e da brand persona.

O que é uma buyer persona?

Em resumo, uma buyer persona é um personagem que resume as características do seu público-alvo. Pode corresponder a uma fatia dessa audiência que seja interessante para a sua estratégia de marketing impactar.

Por exemplo, no setor hoteleiro, existem diversos tipos de público, como casais, famílias, pessoas que viajam sozinhas, entre outros. Em tese, cada um desses tipos de audiência pode dar origem a uma buyer persona para ajudar a direcionar suas estratégias de marketing.

Assim, pode ser criado o Marcos, de 27 anos, que é estudante e tem o hábito de viajar sozinho. A partir daí, todos os seus esforços de marketing focados nesse tipo de público serão planejados tendo em mente esse perfil.

O que é uma brand persona?

Enquanto a buyer persona é a personificação do seu público, a brand persona faz o mesmo com a sua marca. O seu papel é ajudar você a ajustar o tom de voz utilizado ao conduzir as suas campanhas de marketing — principalmente o conteúdo.

Entender a personalidade da marca parece complexo, mas nada mais é do que uma maneira de colocar no papel algo que você já conhece. Imaginá-la como uma pessoa torna o processo ainda mais fácil, porque a deixa mais familiar e palpável.

Faça o seguinte exercício: se a sua empresa fosse uma pessoa, como ela seria? Séria? Divertida? Extrovertida? Tímida? Quais seriam os hobbies dela? Suas principais opiniões? Dê características únicas a ela que sirvam para construir um retrato fiel da sua marca.

Por que usar uma buyer persona e uma brand persona?

Como você viu, a buyer persona e a brand persona são conceitos bem diferentes, mas igualmente importantes para a construção do seu marketing. Se você quer obter sucesso nessa área, precisa atuar de forma estratégica.

Não se trata de escolher uma ou outra. Na verdade, as duas não só têm que estar presentes, como também devem combinar. O segredo está em desenvolver uma brand persona que consiga conversar com a buyer persona. Senão, vai ficar muito difícil vender seus produtos, certo?

Imagine uma buyer persona mais humilde, sem muitas informações. Não faria sentido ter uma brand persona que fala com um tom de superioridade. Em vez disso, ela teria que adotar um tom mais convidativo e didático, interessado em ajudar o potencial cliente ao falar da maneira que ele espera.

Agora que você já entendeu os principais motivos para ter uma buyer persona e uma brand persona no planejamento da sua marca, está na hora de começar a desenhar esses personagens. Lembre-se de que você não precisa se limitar a uma única buyer persona, mas a brand persona é uma só. Além disso, baseie-se em dados de pesquisa reais para construir as suas faixas de público de maneira fiel, valendo até realizar entrevistas com clientes.

Continue por dentro das principais novidades da área de marketing com os nossos e-mails. Inscreva-se na newsletter!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *
Você pode usar essas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>