0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Você tem interesse em investir na hotelaria, mas gostaria de saber quanto custa para abrir uma hospedagem?

Antes de mais nada, o empreendedor hoteleiro precisa estudar o mercado e agir com base em dados. Além disso, é fundamental contar com apoio especialista. Pois, diversas variáveis podem interferir na resposta a essa pergunta.

É exatamente isso que você verá ao longo deste post. Acompanhe e entenda por que o setor hoteleiro representa uma ótima oportunidade, desde que haja um plano de negócios, um estudo de viabilidade, bem como consultoria hoteleira.

Por que abrir uma hospedagem?

A expectativa é de crescimento no mercado hoteleiro. Um levantamento feito pelo Fohb aponta uma tendência de alta nas ocupações para 2019 (3,2%), bem como aumento de 1,3% na diária média.

Dessa forma, o segmento chama atenção de empreendedores em busca de investimentos rentáveis. Contudo, é preciso análise estratégica e planejamento a fim de obter tais resultados.

Abrir uma hospedagem é para você?

Em primeiro lugar, analise o seu perfil pessoal. Ou seja, examine seu estilo de vida e questione se esse negócio tem relevância para você.

Você conhece as rotinas de uma hospedagem? Isso enche seus olhos e estampa um sorriso em seu rosto? A possível localidade do hotel atenderia suas necessidades pessoais? Se sim, então pode embarcar no fantástico mundo empreendedor!

Em seguida, ao concluir que a hotelaria é o ramo de negócio ideal para seu estilo de empreendedorismo, chega o momento da parte técnica do processo. Continue lendo e confira o que isso significa.

Quanto custa abrir uma hospedagem?

A análise de custos e viabilidade do negócio é essencial para começar. Afinal, você precisa saber se tem os recursos necessários para lucrar nesse mercado.

Além disso, empreender envolve riscos. Desse modo, você precisa conhecê-los e aprender a lidar com eles. Somente assim será possível vencer os desafios e criar um negócio rentável.

Assim, para determinar quanto custa para abrir uma hospedagem, utilizamos o estudo de viabilidade. A resposta depende de muitos fatores e cada projeto tem suas particularidades.

Antes mesmo de iniciar o projeto, é importante dar os primeiros passos em direção à prefeitura e fazer as seguintes perguntas:

  • Se no (s) endereço (s) onde pretende empreender, o zoneamento permite exercer atividade comercial de baixo impacto?
  • Como faço para ter um alvará de funcionamento e de bombeiro?
  • Quais são as taxas e impostos municipais?

Estrutura do imóvel

Em seguida, examine a estrutura do imóvel. Nesse sentido, observe atentamente itens como:

  • Infiltrações
  • Rachaduras
  • Pintura
  • Elétrica
  • Hidráulica

A estalagem precisará de reformas? Se sim, contrate especialistas, comece a fazer orçamentos e controlar os custos em uma planilha. Só para exemplificar, imagine profissionais nas áreas de arquitetura e design de interiores.

Em alguns casos, o mesmo profissional executa as duas atividades. De forma geral, o valor de investimento depende das condições estruturais do imóvel, adaptação estrutural, produto hoteleiro e o tipo de decoração.

Assim, o investimento se resume em projeto arquitetônico, decoração, lista de cotação de fornecedores, decoração (pintura e objetos).

Acima de tudo, tenha em mente que a reforma objetiva a valorização do negócio. Portanto, não haja pelo achismo. Conte com profissionais especialistas em hotelaria, capazes de direcionar seu aporte no rumo certo.

Só para ilustrar, uma das tendências do mercado é a análise de dados por meio de inteligência artificial na hotelaria. Dessa forma, o empreendedor pode tomar decisões financeiras com base em fatos concretos. Logo, tem mais chances de ser assertivo.

No caso das obras para reforma, segundo Cristiano Vasques em uma matéria publicada pela Revista Hotel News, o hoteleiro deve ter em mente estes três aspectos:

  • As perspectivas do mercado
  • O tipo de reforma e o valor do investimento
  • Se é uma boa decisão de investimento

Além das reformas, imagine como sua hospedagem irá funcionar, fique atento aos espaços em comum — pode haver grandes oportunidades para agregar mais serviços.

Pense também na operação da hospedagem. Você necessitará de um lugar restrito para funcionários, como lavanderia, dispensa para alimentos e materiais de limpeza.

Um item muito importante que geralmente é esquecido são os banheiros. Faça uma estimativa tendo em vista que para cada cinco hóspedes deverá ter um banheiro.

Agora, com esse panorama, vem o passo mais importante: o planejamento que verificará a viabilidade do empreendimento e responderá a tais apontamentos, trazendo à luz quanto custa para abrir uma hospedagem.

Projeto de viabilidade

Um estudo de viabilidade objetiva certificar a demanda do mercado na localidade na qual o empreendedor deseja operar. Os pilares desse projeto:

  • Pesquisa de Mercado
  • Planejamento de Marketing
  • Planejamento de Negócios
  • Planejamento Financeiro
  • Operacional, administrativo e gestão

Pesquisa de Mercado

De acordo com o Sebrae, o grande objetivo aqui é orientar o empreendedor nas estratégias que serão tomadas. Ou seja, para ter um bom plano de negócios é necessário que sua pesquisa seja completa, organizada e objetiva. Afinal, será a base para sua tomada de decisões.

É preciso entender os macro e microambientes, quem é o seu público-alvo, quem são os concorrentes diretos e indiretos e etc. Logo, é necessário organizar esses dados a fim de analisar criticamente a situação do mercado, baseando-se em fatos.

Planejamento de Marketing

Como será a comunicação e qual o posicionamento do seu hotel? São exatamente esses pontos que um planejamento de marketing abrange.

Visto isso, a principal vitrine de uma hospedagem é a internet. As reservas diretas e a divulgação do hotel são feitas, sobretudo, pelo site da empresa. Mas também por outras ferramentas, como redes sociais, mídia paga e OTA´s (Agencias Online, por exemplo, Booking).

Assim, com uma visão ampla das ferramentas, serviços e tecnologias necessárias para investir, já é possível mensurar o investimento necessário para criar sua estratégia de marketing digital. Só para ilustrar, criar um site envolve custos com:

  • Desenvolvimento
  • Planejamento e criação de conteúdo
  • Hospedagem
  • Registro de domínio

Ainda, é importante incluir serviços de gestão de mídias sociais, mídia paga (Google Ads, por exemplo), tecnologias como inteligência artificial, além de integrações e outras. E também evoluir no planejamento itens como:

  • Fotógrafo de ambiente
  • Assessoria de imprensa
  • Edição de vídeo
  • E entre outras aplicações

Planejamento de negócio

Após definir seu programa de marketing hoteleiro, o próximo passo é desenvolver o seu produto. Segundo Kotler e Armstrong, produto é:

“Qualquer coisa que possa ser oferecida a um mercado para atenção, aquisição, uso ou consumo, e que possa satisfazer um desejo ou necessidade.”

No universo da hotelaria, pesquisas revelam que os turistas desejam, acima de tudo, relaxar e descansar. Porquanto, ao montar o seu produto hoteleiro, é preciso ter em mente formas de atingir essas expectativas dos viajantes.

Assim, o empreendedor precisa listar tudo que o projeto deverá conter a fim de criar uma operação capaz de encantar seus hóspedes, mediante o tipo de conforto e qualidade a oferecer aos seus futuros clientes.

Por exemplo, além das acomodações, é fundamental refletir sobre outras possibilidades, como:

  • Bar
  • Restaurante
  • Salas de reuniões
  • Sala de TV
  • Espaço kids
  • Etc.

Afinal, os serviços oferecidos no hotel estão diretamente ligados à percepção de qualidade que o hóspede terá quanto à estalagem. Só para ter uma ideia, café da manhã e limpeza são indicados como serviços essenciais para a boa qualificação.

Dessa forma, tudo dependerá do público-alvo e o tipo de hospedagem a ser montada. Esse levantamento de informações deverá se transformar em orçamentos para mensurar o quanto custa para abrir uma hospedagem.

Planejamento financeiro

Esse ponto é crucial para o seu negócio. Pois, sem um direcionamento técnico em finanças, todo esforço dos tópicos anteriores se torna infrutífero.

O planejamento financeiro é composto por 3 pilares. O primeiro refere-se aos custos.

Nesse ínterim, o estudo de viabilidade visa separar e identificar os custos fixos e variáveis, analisando o tipo de hospedagem, público que deverá atender e a rotatividade dos mesmos. Só para exemplificar, poderíamos citar ativos fixos, como:

  • Utensílios domésticos (cozinha, sala, banheiros e etc.)
  • Eletrodomésticos e eletroeletrônicos
  • Mobiliários (sofá, camas, beliches, mesa e etc.)
  • Estrutura com bar, recepção, TI e etc.

Em seguida, o segundo pilar orbita os índices financeiros. Baseado em seus custos, conseguimos chegar ao valor de custo do hóspede, ticket médio, prazo do retorno de investimento, ponto de equilíbrio e etc.

Esses índices são essenciais para a compreensão da viabilidade do negócio, seu potencial de rentabilidade e sua lucratividade. Logo, são esses indicadores que apontarão um panorama geral da saúde financeira do empreendimento.

Finalmente, o terceiro pilar do planejamento financeiro se trata do fluxo de caixa, cujo objetivo é ser uma ferramenta capaz de identificar se é viável investir no empreendimento ou deixar seu dinheiro rendendo em uma instituição financeira. Assim, deverá conter todos os dados levantados até aqui, como:

  • Taxa de ocupação
  • Sazonalidade
  • Produto hoteleiro
  • Público alvo
  • Custos
  • Serviços
  • Terceirizações
  • Etc.

Operacional, administrativo e gestão

Nesse aspecto, em primeiro lugar, fazemos a elaboração e documentação dos processos operacionais padrões. Sem processos e documentação, o operacional do hotel não existe e, logo, perde-se eficiência.

Em seguida, é fundamental montar e treinar as equipes da estalagem. A engrenagem principal são as vendas na hotelaria. Você precisa contar com um time de vendas competente e capaz de lidar com pessoas. Além disso, é essencial montar um time de:

  • Marketing
  • Recepção e atendimento
  • Finanças
  • Parcerias

Assim, o próximo passo é estudar a implementação de tudo isso, de modo a integrar e alinhar todas as partes do hotel.

Portanto, apenas levantando dados e entendendo as expectativas do mercado é possível chegar à resposta de quanto custa para abrir uma hospedagem. Logo, não há uma fórmula mágica. Muito pelo contrário, o empresário precisa compreender fatos a fim de tomar decisões concisas e criticamente analisadas.

Dessa forma, as chances de obter sucesso no investimento são maiores. Então, avalie se esse negócio é para você. Se sim, investigue o que a prefeitura exige na área em que pretende abrir sua hospedagem. Em seguida, opere mediante um estudo de viabilidade.

Gostou do conteúdo? Compartilhe e ajude a divulgar essas dicas com mais empreendedores hoteleiros. Bons negócios e até a próxima!