Quem trabalha com o setor de turismo sabe muito bem que o relacionamento com o cliente é essencial. Tanto para manter e conquistar novos clientes quanto para manter a boa reputação da sua empresa, o turismo deve ter uma relação direta com o relacionamento com o cliente. Mais precisamente no setor de hotéis, os hóspedes devem ser o coração que continua a fazer toda a estrutura do negócio funcionar. E, para ter um negócio em pleno funcionamento, a organização do ambiente de trabalho é fundamental em todas as pontas do hotel.

Ter uma equipe bem alinhada com a missão e os objetivos da empresa, além de um time que esbanje simpatia e bom acolhimento aos hóspedes, é de suma importância. Porém é importante lembrar que, com a forte presença da tecnologia no setor turístico, o primeiro contato do seu hóspede dificilmente será no estabelecimento, mas, sim, na hora de pesquisar pela internet. E o primeiro contato direto com os serviços do hotel acontece na hora de fazer a reserva. É aí que entra a central de reservas de um hotel. 

O que é a central de reservas, afinal?

A central de reservas é feita por meio de um software que atualiza e mantém as informações em tempo real da ocupação do hotel, além de informar as tarifas de serviços e os tipos de quartos. Ela funciona como uma gestão de reservas em um sistema, automatizando os processos e tornando, tanto a vida do hoteleiro, quanto a dos hóspedes, muito mais fácil. Isso vale para os hotéis tradicionais, que oferecem apenas serviços de quarto, e também para as pousadas, que oferecem quartos e camping em espaços exclusivos.

A central de reserva também tornará a vida dos funcionários responsáveis pelas reservas e pelo acompanhamento de hóspedes mais fácil de gerenciar: uma vez que o sistema aponta todos os quartos ocupados, valores e serviços contratados, fica também mais fácil ajustar quando os próximos hóspedes interessados poderão agendar quartos no local.

É muito importante também ter em mente que o site do seu hotel é a vitrine principal do seu negócio para os clientes – ainda que o seu hotel esteja em sites de metabuscadores, como Booking, por exemplo, o site do seu próprio negócio deve estar em funcionamento, com um design amigável ao usuário. Ou seja, integrando o seu negócio à tecnologia, você estará adaptando o seu hotel ao mundo tecnológico e atraindo mais clientes na vitrine virtual.

0