0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Uma estratégia de mídia paga, quando bem planejada e executada, é a chave para destacar os produtos e serviços de um hotel. Afinal, a concorrência está cada vez mais acirrada, tanto em número de estabelecimentos quanto pela atenção da audiência.

As pessoas recebem conteúdos, lidam com diversos formatos de informações. Portanto, é preciso ter um posicionamento estratégico para se diferenciar e atrair potenciais clientes.

Nos posts anteriores, abordamos os primeiros passos para formar uma boa base de marketing digital hoteleiro com foco em resultados. Ou seja, mais vendas para sua empresa. Só para recapitular, é fundamental:

  • Formar uma boa reputação e criar provas sociais;
  • Ter um site que converte, preparado para dispositivos móveis;
  • Investir em produção de conteúdo orgânico (não pago).

Então, com essa base, é possível seguir em frente com uma estratégia um pouco mais avançada. Nesse novo estágio, é interessante começar a trabalhar com estratégias patrocinadas e remarketing, bem como nutrição de leads e-mail.

Ficou confuso? Calma, tudo será devidamente explicado ao longo deste post. Leia atentamente e confira tudo o que você precisa saber sobre como começar a investir em mídia paga na hotelaria!

Antes de tudo, o que é mídia paga?

Pode parecer óbvio, mas vale a pena ressaltar que falar de mídia paga é falar de investimento financeiro por um espaço. No marketing digital para hotéis, esses espaços são os mais variados, desde anúncios em motores de busca, como o Google e seus derivados, como anúncios em redes sociais.

Sem dúvida, pela nossa experiência em marketing hoteleiro, este é o tipo de estratégia que gera mais resultado. Pois, como mencionamos anteriormente, a disputa pela atenção da audiência está muito elevada.

Diariamente, as pessoas são “bombardeadas” por memes, fotos, enquetes, vídeos e inúmeras outras informações ao longo do feed de seus perfis sociais, pesquisas online e mais. Só para ilustrar, segundo dados coletados pela plataforma Gente, da Globosat, 85% dos internautas costumam curtir memes.

Além disso, outros levantamentos apontam que 49% dos usuários online acessam as páginas exclusivamente por dispositivos móveis, enquanto 47% combinam acesso entre computador e celular. Ao todo, os brasileiros passam nove horas e 14 minutos diariamente na web.

Então, talvez você esteja se perguntando se é possível captar a atenção desses usuários e convertê-los em clientes. A resposta é sim, mas é preciso pagar por isso. Ou seja, é necessário investir em uma estratégia de mídia paga.

O que considerar antes de começar a investir em mídia paga

Em primeiro lugar, quando o assunto é orçamento, não há espaço para achismos ou amadorismo. Sim, o seu hotel precisa pagar para vencer a concorrência na internet. Mas, é fundamental pagar corretamente.

Os testes fazem parte do processo, mas devem ser planejados, monitorados e analisados de forma lógica e criteriosa, a fim de evitar desperdícios financeiros.

Logo, o primeiro passo é contar com uma consultoria profissional em mídia paga para o setor hoteleiro.

Além de conhecimento técnico e uma equipe capacitada para usar seu orçamento da melhor forma possível, uma agência de marketing para hotéis detém a experiência necessária para guiar o seu empreendimento no caminho certo. Não apenas nos quesitos do marketing, mas também das vendas hoteleiras.

Assim, os consultores de uma agência de marketing hoteleiro saberão que tipo de canais usar na estratégia de mídia paga da sua empresa. De acordo com sua necessidade, seu orçamento, objetivo, perfil de negócio e de clientes.

Quais os tipos de mídia paga para hotéis

A hotelaria tem suas particularidades. Uma delas são as possibilidades para investir tanto em mídia paga quanto orgânica.

Além dos buscadores tradicionais, como Google, o universo hoteleiro pode e deve explorar motores de reservas de viagens.

Anúncios patrocinados

Nesse sentido, um dos tipos de mídia paga que vale a pena considerar são os anúncios patrocinados em canais como:

  • Google Hotel Ads (o qual interage com o novo Google Hotel Search);
  • TripAdvisor.

Tendo em vista que 45% das reservas no Brasil são feitas por intermediários, por meio de OTAs como Booking, Decolar e Expedia, buscar um destaque nesses canais é uma forma de melhorar o posicionamento do seu hotel.

Mídia Paga - Google Adwords
Mídia Paga - Anúncios Patrocinados

Além desses recursos voltados especificamente para o setor, também é possível fazer bom uso de anúncios patrocinados em outras plataformas, como:

  • Redes Sociais;
  • Google Adwords;
  • Google Remarketing;
  • Redes de display.

Impulsionamento em Redes Sociais ou Google Adwords?

Vale ressaltar que nem todos os canais de campanhas patrocinadas alcançam o usuário no mesmo estágio de compra. Redes sociais são canais perfeitos para gerar branding awareness (posicionamento de marca), atuando mais precisamente no topo e meio de funil.

Desse modo, anúncios no Facebook, Instagram e LinkedIn, por exemplo, são ferramentas ideais para despertar interesse e alcançar milhões de pessoas a um custo mais baixo.

Já as ferramentas patrocinadas do Google costumam performar melhor nas etapas de fundo de funil, alcançando o usuário que está no momento de decisão de compra.

Mídia Paga - Facebook Ads

A diferença está no custo de cada tipo de plataforma. Redes sociais possuem custos mais baixos. Por exemplo, com 300 reais por mês é possível iniciar uma estratégia funcional. Já no Google, o custo sai bem mais alto (por volta dos R$ 10mil, só para começar a conquistar os primeiros resultados).

Então, se você está se perguntando se mídia paga é para seu hotel, a resposta também é sim. Pois, há espaço para todo tipo de orçamento. Se do seu é mais baixo, vale a pena começar a fazer campanhas patrocinadas nas redes sociais. Em seguida, conforme alcançar melhores resultados, alavancar a estratégia por meio de campanhas no Google.

Remarketing

Como você já deve ter notado, mídia paga é assunto sério. Sua empresa deve focar na estratégia capaz de gerar o maior retorno possível. Seja a curto, médio e longo prazo.

Por isso, gastar dinheiro trazendo o mesmo usuário várias vezes pode ser um erro fatal nas suas ações de mídia paga. Dessa forma, uma vez que o usuário chega ao seu site, é importante inseri-lo nos mecanismos de remarketing. Assim, você pode atingir novamente este a um custo muito mais acessível.

O que é remarketing

Remarketing é um recurso criado pelo Google Adwords com o intuito de fazer seus anúncios aparecerem mais de uma vez para usuários que já visitaram e demonstraram interesse pelas páginas do seu site.

Assim, com o remarketing, sua empresa consegue entregar anúncios adequados a cada momento da jornada de compra do usuário.

Um lead frio (que descrevemos melhor no post sobre vendas hoteleiras), pode receber uma campanha com um conteúdo educativo sobre um determinado destino. Um lead morno, por sua vez, poderia ser impactado por uma campanha sobre o hotel e seus benefícios. Já um lead quente, receber uma oferta de última hora.

Acima de tudo, as plataformas de remarketing devem trabalhar de forma integrada. Desse modo, o mesmo usuário que interagiu com seus anúncios no Google, por exemplo, é também alcançado por uma campanha feita nas redes sociais.

Dessa forma, seja fazendo uma pesquisa pela internet ou navegando pelas redes sociais, a sua audiência será impactada por sua mensagem por meio do remarketing.

Estratégia de nutrição

Você sabe o que fazer com seu lead depois que ele chega à sua base de dados? Poucos hotéis exploram ao máximo o potencial do e-mail marketing, utilizando-o apenas como canal comercial.

Porém, o e-mail é também um poderoso meio de relacionamento com o cliente. Imagine que uma pessoa interessada na localidade do seu hotel baixou um e-book sobre o seu destino. Esse lead apresentou um comportamento ainda frio, ou seja, ainda não está na fase de decisão de compra.

Nutrição por e-mail marketing

O que seu hotel deveria fazer é nutrir esse lead com mais conteúdo sobre a região, as atrações da cidade e nas proximidades, pontos turísticos, até finalmente conduzir a conversa para os diferenciais do seu estabelecimento. Por exemplo, após os conteúdos sobre o destino, convidar o usuário que abriu todos os e-mails a aproveitar uma oferta de Day Use no hotel.

Isso pode e deve ser feito contando com ferramentas tecnológicas de automação de marketing. Assim, sua empresa é capaz de entregar o conteúdo certo para a pessoa certa, no estágio certo do funil de vendas.

Essa é uma ótima ação visando educar e reforçar a marca do seu hotel na mente do seu possível cliente. Afinal, desde o primeiro contato você se preocupou em entregar conteúdo relevante e de qualidade referente ao seu destino e a melhor opção de hospedagem — seu hotel. É assim que potencializamos os resultados de uma estratégia de mídia paga.

Funil Everywhere

Para cada uma das ações citadas, é indispensável implementar funis de conversão a fim de que as estratégias se sustentem ao longo do tempo. O funil everywhere, ou seja, integrado a todos os canais, ajuda a mapear qual fase o lead se encontra. Assim, você terá maior controle desse usuário na jornada de compra.

Imagine o seguinte cenário: sua equipe de vendas acaba de receber uma nova cotação em sua caixa de e-mail para duas pessoas e, ao analisar as informações, percebe que é a segunda vez em sete dias que esse usuário faz a mesma cotação.

Nessa mesma análise, percebe ainda que, ao navegar pelo site, esse usuário passou pelas acomodações Suíte Master e Suíte Luxo. E esses dois quartos oferecem banheiras de hidromassagem e decoração diferenciada. Logo abaixo, ainda no e-mail, observa-se que ele baixou um e-book sobre Os Melhores Restaurantes no seu destino.

Time de vendas orientado pelo funil de vendas

É bastante informação a ser trabalhada pelo seu time de vendas, na é verdade? Nesse exemplo, sabemos que esse lead demonstrou gostar do hotel, pois acessou o site duas vezes, visualizou as páginas das acomodações com hidro e decoração diferenciada.

Logo, podemos concluir que se trata provavelmente de um casal apaixonado que deseja ter momentos românticos. Por que não oferecer a melhor acomodação, com banheira, decoração e jantar romântico em seu hotel?

Sem dúvida, acompanhar o comportamento dos leads potencializa a eficácia de abordagem comercial, sobretudo com uma análise prévia de suas preferências e demonstrações de interesse de compra. Assim, seu hotel é capaz de segmentar esses contatos de acordo com sua trajetória ao longo do funil de vendas.

Isso pode ser feito com CRMs integrados ao site, às redes sociais, telefone e demais canais de atendimento, registrando todas as interações desse usuário ao longo do tempo.

Time de vendas hoteleiras

Desse modo, com esses recursos, a equipe de vendas terá condições de analisar cada lead de forma independente e personalizada. É dessa forma que os resultados que realmente importam são alcançados: mais vendas para o seu empreendimento.

Chegou a hora de dar o próximo passo nesta estratégia?

Depois de tudo que você leu até aqui, provavelmente se interessou pelos benefícios da mídia paga para hotéis. Quais sejam:

  • Diferenciar sua empresa dos concorrentes;
  • Alcançar o público certo;
  • Mapeá-lo durante sua jornada de compra;
  • E, então, Entregar a oferta certa no momento de decisão de compra.

Se for o seu caso e de fato quiser alavancar seus resultados de marketing digital hoteleiro, fale com um consultor da WebSocorro. Apontaremos as melhores estratégias, de mídia paga e orgânica para a realidade do seu hotel.